Os pilares do marketing digital e o impulsionamento das vendas de uma empresa 

Os pilares do marketing digital e o impulsionamento das vendas de uma empresa

As bases do marketing digital e seu papel no crescimento comercial e mercadológico de empresas em uma era de negócios disruptivos 

A partir da crescente digitalização que transformou a realidade dos mais diferentes segmentos e mercados nos últimos anos, muitas organizações se viram na necessidade de adaptar seus processos, utilizando-se de instrumentos e metodologias cruciais para o sucesso dentro do contexto de uma economia guiada por inovações disruptivas.  

E, no campo do posicionamento mercadológico e otimização das ações comerciais, o marketing digital se coloca como uma das ações mais efetivas para a geração de resultados e conversão de clientes, sendo, por conseguinte, cada vez mais abraçado por empresas do Brasil e do mundo.  

E isso não só por uma questão de awareness e promoção da marca, mas também por sua estreita relação com vendas, crescimento de mercado e o consequente sucesso das companhias em seus respectivos segmentos. 

Na prática, o marketing digital representa um conjunto de estratégias que tem como objetivo prospectar, atrair, converter e fidelizar clientes de uma sociedade imersa nos canais de comunicação e interação online. 

Nesse sentido, o desenvolvimento de uma estrutura consistente de processos voltados para o marketing digital possibilitou, além de uma revolução na forma de se divulgar produtos e serviços, uma aproximação entre as empresas e seus respectivos públicos – o que permite, por sua vez, uma maior assertividade nas ações comerciais.  

Além disso, a mensuração dessas ações também fornece às companhias que as realizam um entendimento mais acurado sobre a performance de campanhas, indicando os resultados alcançados e identificando possibilidades de melhoria.  

E esse paradigma de protagonismo do marketing digital é claramente percebido quando observamos alguns dados do mercado.  

De acordo com a pesquisa Estratégia de Marketing Digital para 2021, 76,19% dos gestores de marketing e executivos pretendiam, no ano passado, ampliar os investimentos em marketing digital. Além disso, o levantamento identificou que esses investimentos já superam 50% do todo o budget aplicado em campanhas das empresas, justamente pela assertividade e poder de gerar resultados.  

Quatro pilares e um objetivo: foco no consumidor 

Basicamente, existem quatro pilares que dão suporte às estratégias de marketing digital nas empresas:  

  • Planejamento,  
  • Ações com foco em atração (topo do funil);  
  • Conversão e, por fim, fidelização.  

O êxito em cada uma dessas etapas, tem uma importância decisiva para o todo do processo de conquista de um consumidor em sua jornada digital e, novamente, se alinha com os objetivos dos times comerciais, haja vista que as vendas e o marketing estão intimamente ligados. 

De certa forma, o planejamento de ações e campanhas está presente durante todos os processos de marketing – e, claro, de outras áreas também.  

Contudo, quando aplicado ao marketing digital, o planejar está muito mais relacionado ao conhecimento do público-alvo – ou segmentos dentro dele – para além de dados mais superficiais, de modo que se possa entender o padrão de compra e comportamento de potenciais clientes de uma marca.  

Com essa etapa bem definida, é o momento de pensar na atração desses clientes, ou seja, como fazê-lo chegar até ao negócio.  

Isso envolve, portanto, a promoção da marca e a apresentação de quais soluções e produtos ela oferece, definindo também os melhores canais e estratégias para que se possa atingir os consumidores de modo assertivo.  

Vale frisar que esse processo de atração envolve estratégias baseadas em conteúdo de qualidade que despertem o interesse – e, não propriamente, devem se centrar em propagandas diretas, pois isso pode afastar clientes no início de uma jornada de compra. 

Pensando na conversão desse público – que representa a próxima etapa do marketing digital–, e em busca de resultados comerciais significativos, é essencial que o planejamento e atração estejam bem alinhados e criem sentimentos e percepções positivas nas pessoas.  

Ademais, a conversão está diretamente ligada à experiência que uma marca oferece nesse momento crucial e delicado do relacionamento com um target. Assim, instrumentos que possam melhorar a experiência dos usuários – como canais de compra bem desenvolvidos e que ofereçam atendimento rápido e personalizado – tem grande valor para as empresas em termos de conversão.  

Por fim – mas não menos importante –, a fidelização dos clientes representa um pilar é um passo ainda mais decisivo e crucial quando pensamos no sucesso de longo prazo de uma empresa – mesmo que muitas organizações ainda não tenham a devida percepção dessa importância.  

Para se ter uma ideia, um estudo realizado pela consultoria Frost & Sullivan na América Latina apontou que conquistar um cliente novo é 25 vezes mais custoso do que manter um já existente.  

Em busca da manutenção dessa fidelidade, que tem grande relevância para a recorrência de compra de um consumidor, é imprescindível, portanto, que as companhias estejam em contato frequente com seu público já adquirido, a partir de ações de relacionamento que façam com que o cliente se sinta lembrado e importante. 

Como dito acima, o ambiente de consumo contemporâneo está muito mais preocupado com as experiências de compra de um produto ou serviço – ou seja, o quão satisfatória é uma jornada desde o seu início até o fim – do que com a aquisição por si só.  

A união das áreas comerciais e de marketing  

Finalmente, gostaria de reforçar uma dica: além de processos bem estruturados de marketing digital, é indispensável que haja uma fluidez de comunicação, alinhamento e proximidade entre as áreas comerciais e de marketing de um negócio. 

Os vendedores, por exemplo, irão se beneficiar dos insumos do marketing para melhorar e tornar mais assertivas suas abordagens comerciais; ao passo que as estratégias de marketing digital podem ser aprimoradas mediante o feedback de clientes e o conhecimento de produto dos times comerciais.  

Na toada da transformação digital, essa união representa uma enorme oportunidade para as empresas, não só para que estas entendam de forma mais aprofundada seu público consumidor, mas também, para ganhar terreno em um ambiente de negócios competitivo e no qual a experiência fluida em toda uma jornada de compra é a bola da vez. 

Camila Thomaz é Diretora Comercial da IDEIACOMM, agência de conteúdo, social media, eventos corporativos e assessoria de imprensa para empresas de Tecnologia, Startups, Tributaristas e área Jurídica.   

Compartilhe este conteúdo

Talvez essas publicações também te interessem!

ÚLTIMOS CONTEÚDOS

Categorias

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS