A influência da era digital para o assessor de imprensa

A Influência da era digital para o assessor de imprensa

Segundo pesquisa do Poder Data, 43% da população se informou via internet no último ano

O assessor de imprensa sempre teve como desafio mediar o contato entre marca e mídia e, geralmente, buscava emplacar entrevistas e visibilidade de seus clientes em canais como televisão ou rádio. Entretanto, essa realidade passou por transformações quando portais online ganharam espaço no cotidiano da população, o que possibilitou novos tipos de comunicação com a imprensa, especialmente no que diz respeito aos veículos segmentados.

Para se ter uma ideia, segundo levantamento da pesquisa Poder Data, no último ano, 43% da população se informou via internet, sendo 22% em redes sociais e 21% de portais online. Portanto, os meios digitais se tornaram uma ferramenta indispensável para os assessores.

Claro que veículos tradicionais ainda possuem grande relevância e credibilidade, uma vez que, para seguir a tendência, também adotaram a convergência midiática, conquistando espaço no universo online. Contudo, essa discussão traz mudanças em alguns passos que o assessor conduz e, por isso, o profissional deve se manter atualizado das novas mídias e plataformas digitais.

Não se faz mais mailing como antes

Um dos formatos que passou por inovação foi a criação do mailing, ou seja, a lista de contatos de jornalistas de imprensa que o assessor cria para conseguir divulgar suas pautas. Se antes havia apenas dois gêneros: TV e Rádio, agora ele deve se adaptar a revistas e jornais digitais, além de influenciadores, sim, influenciadores! Pois os seguidores serão informados sobre o nicho que os interessa, além de garantir mais divulgações ao cliente.

Me segue de volta?

Se antes o follow acontecia apenas por e-mail, hoje alguns jornalistas se adaptaram ao Whatsapp, ligação telefônica ou mesmo LinkedIn, por exemplo, onde o assessor tem acesso ao jornalista. Em relação aos influenciadores digitais, o próprio Instagram, algumas vezes, se torna o contato mais acessível. Claro, é sempre importante se lembrar de questionar, tanto o jornalista quanto o influenciador, qual via ele prefere ser abordado.

Na minha mesa para ontem!

Se antes a demanda de imprensa era grande, agora ficou ainda maior. Isso se dá, especialmente, pelo aumento de portais jornalísticos surgindo, deste modo, a comunicação se torna mais ampla e, consequentemente, o volume de materiais produzidos e publicados também cresce. Com isso é fundamental que o assessor mantenha sua organização e, junto ao cliente, pense em pautas criativas e diversas, que possuam gancho noticioso e que sejam de interesse público.

Mesmo diante de tantas transformações, é importante reforçar que essas mudanças são benéficas para as agências de assessoria de imprensa e, principalmente, para seus clientes. Afinal, a divulgação de materiais em veículos diversos possibilita que o cliente possua maior visibilidade, alcançando seu público mais facilmente. Já o assessor conta com um leque de opções para tratar as pautas, além de novas possibilidades de comunicação que faz do contato com os jornalistas muito mais prático e acessível.

Natalia Macedo é Assessora de Imprensa na IDEIACOMM. 

Compartilhe este conteúdo

Talvez essas publicações também te interessem!

ÚLTIMOS CONTEÚDOS

Categorias

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS