Redes sociais: benefícios e malefícios para a saúde mental dos usuários 

Redes sociais: benefícios e malefícios para a saúde mental dos usuários

Como encontrar o equilíbrio e mitigar os riscos causados pelas redes sociais? 

As redes sociais tornaram-se uma parte importante de nossas vidas. Diversos aplicativos e ferramentas nos ajudam a nos conectar e firmar laços com amigos e familiares, descobrir novas informações e atualizações, além de, claro, poder compartilhar nossas ideias.  

No entanto, também há preocupações de que o uso excessivo das redes sociais possa afetar negativamente nossa saúde mental.  

Um estudo realizado em parceria entre a Royal Society for Public Health (RSPH), uma instituição de saúde pública do Reino Unido, e o Movimento de Saúde Jovem, apontou que o uso das redes sociais pode ter efeitos tanto positivos quanto negativos na saúde humana, dependendo da forma como são utilizadas, e neste artigo, vamos discutir tanto os benefícios quanto os malefícios causados por essas ferramentas de comunicação.  

Benefícios das redes sociais para a saúde mental 

As redes sociais podem trazer muitos benefícios para a saúde mental, pois inúmeras ferramentas permitem que as pessoas se conectem com amigos e familiares, mesmo que estejam do outro lado do planeta, o que pode ajudar a reduzir sentimentos de solidão. 

Além disso, podem também proporcionar um espaço seguro para as pessoas compartilharem seus pensamentos e emoções, fator que pode se tornar útil para aqueles que sofrem de ansiedade ou depressão.  

Ainda sobre os benefícios, vale ressaltar que existem diversos conteúdos informativos e descontraídos na rede, fator que pode ser usado tanto para obter informações e aprimorar conhecimentos como também para lazer e diversão. 

Malefícios das redes sociais para a saúde mental 

Por outro lado, as redes sociais também podem ter efeitos negativos na saúde mental. Como a maioria das coisas na vida, o uso excessivo pode trazer resultados ruins, como sentimentos de ansiedade e depressão.  

É fato que um dos principais impactos observados na relação entre redes sociais e saúde mental é a dependência, uma vez que pessoas gastam cada vez mais tempo navegando pela rede. Isso não é o ideal em nenhuma situação, pois tende a virar um ciclo vicioso. 

A comparação social constante também pode levar a baixa autoestima e sentimentos de inadequação. Além disso, a exposição a conteúdos negativos, como notícias ruins e cyberbullying, pode levar a sentimentos de estresse e ansiedade. 

Como medir tudo isso e usar as redes sociais de forma saudável? 

Embora as redes sociais possam ter efeitos negativos na saúde mental, é possível usá-las de forma saudável. Algumas estratégias para isso incluem limitar o tempo de utilização das plataformas, evitar se comparar com outras pessoas e, um dos pontos principais, é ser seletivo em relação às contas que você segue. 

Além disso, é importante lembrar que o que as pessoas postam nas redes sociais nem sempre é uma representação precisa de suas vidas reais. 

O conselho amigo de hoje é: atente-se e desfrute as redes sociais de uma forma que só te gere benefícios. 

Gabriel Vitor é Social Media na IDEIACOMM. 

Compartilhe este conteúdo

Talvez essas publicações também te interessem!

ÚLTIMOS CONTEÚDOS

Categorias

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS