Super Bowl e o show de Rihanna em campo e nas redes

Fenômeno de audiência mundial, o Super Bowl, final do campeonato de futebol americano, aconteceu no último domingo e contou com um show histórico de Rihanna 

A NFL, National Football League, é a liga profissional de futebol americano dos Estados Unidos e uma das principais ligas esportivas do mundo. O Super Bowl, que consiste na grande final do campeonato, é um dos maiores eventos do esporte em escala global e tem audiências gigantescas. Em sua última edição, o Super Bowl LVII apresentou a maior audiência da TV americana na história, com média de 113 milhões de espectadores. 

Anualmente, o evento conta com shows em que grandes nomes da música mundial apresentam espetáculos incríveis no intervalo da partida. Neste ano, foi a vez de Rihanna, que brindou os milhares de espectadores com uma performance icônica, não só pelo aspecto musical, mas também em números e engajamento nas redes sociais. 

O efeito Rihanna 

Rihanna não lança disco e nem sai em turnê desde 2016, porém, isso não diminui de maneira alguma sua relevância e o desejo do público em vê-la. Aliás, muito pelo contrário, de acordo com a FOX, detentora dos direitos de transmissão da partida, o show do intervalo de Rihanna obteve média de 118,7 milhões de espectadores, superando o próprio jogo entre Chiefs x Eagles, que teve média de 113 milhões. 

A cantora, que também é bem-sucedida no campo dos negócios, é proprietária da Fenty Beauty, marca de maquiagens e roupas íntimas femininas. Desde o show, as buscas pela marca aumentaram em assombrosos 833%. Além disso, as menções sobre a Fenty cresceram 717% no Twitter e no TikTok.  O efeito Rihanna é avassalador e ficou evidente nos números que as redes sociais apresentaram por conta da sua performance.  

O papel do marketing 

A performance de Rihanna durante o intervalo do Super Bowl mostra que os artistas – bem como marcas e empresas diversas – podem aproveitar a exposição para aumentar a visibilidade. Essa é uma das principais forças do marketing, que pode usar a publicidade para criar notoriedade e atingir um elevado número de pessoas. Embora a cantora não tenha sido paga para performar (uma regra já existente na NFL), a repercussão em torno de seu nome foi gigante. 

O marketing é muito mais que apenas grandes esforços para que se convertam em vendas. É sobre o envolvimento da marca com o público e o uso de uma variedade de estratégias para fazer isso. Sobre a criação de conteúdo interessante, que se destaca entre outros, e sobre como aproveitar as tendências para gerar interesse. Por fim, é sobre criar relacionamentos duradouros com os clientes que se transformam em fãs. 

O Kansas City Chiefs venceu o Philadelphia Eagles e levou a taça, mas podemos dizer que a verdadeira campeã foi Rihanna e suas marcas, pelo menos de engajamento nas redes. 

Victor Ferreira é Assessor de Imprensa na IDEIACOMM. 

Compartilhe este conteúdo

Talvez essas publicações também te interessem!

ÚLTIMOS CONTEÚDOS

Categorias

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS